Gestão & Negócios

Análise SWOT: Tudo o que você precisa saber.

Curso de Análise SWOT

 

O QUE É A ANÁLISE SWOT?

A Análise SWOT é uma ferramenta bastante utilizada no Planejamento Estratégico. Você pode pensar que já sabe tudo o que precisa fazer para ter sucesso, mas uma análise SWOT o forçará a olhar os pontos fortes e fracos e como extrair o melhor diante das oportunidades e ameaças que existem em seu mercado.

 

Análise SWOT Cruzada

A sigla SWOT é a combinação das iniciais dos termos em inglês Strenghts, Weaknesses, Opportunities e Threats, que traduzidas para português são: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. Em português é também chamada de Análise FOFA.

Os pontos fortes e fracos são inerentes ao que é interno à empresa – coisas sobre as quais você tem algum controle e pode mudar. Como por exemplo a equipe, o produto, a propriedade intelectual e a sua localização.

Oportunidades e ameaças são inerentes àquilo que é externo à empresa – coisas que estão acontecendo fora da sua empresa, em um mercado maior.

Ou seja, você pode aproveitar as oportunidades e se proteger contra ameaças, mas não pode alterá-las. Exemplos disso incluem a concorrência, preços de matérias-primas e tendências de compras dos clientes.

# ONDE SURGIU

A Análise de SWOT foi criada na década de 60, por estudiosos da Universidade de Stanford, na Califórnia, através do estudo de empresas da “Fortune 500” (lista anual compilada e publicada pela revista Fortune que contém as 500 maiores corporações dos Estados Unidos por receita total em seus respectivos anos fiscais.) e financiado por elas, com o objetivo de conseguirem identificar o que de errado se estaria a passar com o respectivo planejamento empresarial e como poderiam potenciar um novo modelo de mudança de gestão.

Esta ferramenta é clássica da administração de empresas, e quando criada foi pensada considerando o contexto de grandes empresas, mas também pode ser adotada e utilizada em Pequenas Empresas e Empresas de Pequeno Porte, e até mesmo na vida pessoal.

 

# COMO FAZER

A Análise de SWOT pode ser feita pelo dono ou gestor da empresa, contudo será bem mais completa caso envolva toda a equipe em sua elaboração, visto que o dono ou gestor tem uma visão mais ampla e geral da empresa, e são os colaboradores que vivenciam as dificuldades do dia a dia de cada departamento.

Para obter melhores resultados, convém reunir um grupo de pessoas com perspectivas diferentes da empresa, pessoas que possam representar diferentes pontos de vista, como por exemplo seu contador, fornecedores, ou até mesmo algum amigo que saiba um pouco sobre a empresa.

A chave é ter diferentes pontos de vista.

A Analise de SWOT é uma ferramenta relativamente simples, contudo o delicado ao usá-la é ter uma visão critica e realista sobre as reais forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de cada empresa.

 

# OBJETIVO NA ANÁLISE SWOT

Um erro comum antes de utilizar a Analise de SWOT é subestimá-la, acreditando ser muito simples e talvez inútil. Sim, na teoria é simples, uma avaliação dos pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças envolvidos em um projeto ou negócios.

Contudo, o ponto chave é a especificação do objetivo do projeto e, em seguida, a identificação dos fatores internos e externos que terão um impacto positivo e negativo no objetivo.

Vale a pena notar que o objetivo final deve ser definido após concluir a análise SWOT. A razão para isso é garantir que os objetivos sejam alcançáveis e não irrealistas, considerando os atuais ambientes internos e externos.

Cada organização ou empresa precisa lidar com os fatores internos e externos que os afetam cada um, em seu nicho de negócio especificamente. De modo que as forças e fraquezas ajudam a identificar os fatores internos, e as oportunidades e ameaças serão usadas para identificar todos os fatores externos.

Ao determinar cada uma das seções, é realmente importante que as perguntas corretas sejam feitas. Uma análise SWOT que não produz ou ajuda a produzir objetivos realistas e realizáveis é inútil.

 

PERGUNTAS PARA AJUDAR A IDENTIFICAR OS PONTOS FORTES, FRACOS, AMEAÇAS E OPORTUNIDADES:

Como auxilio e a titulo de exemplo, algumas perguntas podem ajudar a identificar quais são esses pontos, que veremos a seguir.

 

Pontos fortes (fator interno)

Os pontos fortes são internos, e atributos positivos da sua empresa. Coisas que estão sob seu controle.

  • Qual o diferencial da empresa?
  • Qual a maior vantagem competitiva da empresa em relação a concorrência?
  • Quais ativos você possui em sua equipe, como conhecimento, educação, rede, habilidades e reputação?
  • Quais ativos físicos você possui, como clientes, equipamentos, tecnologia, dinheiro e patentes?

 

Pontos fracos (fator interno)

Os pontos fracos são fatores negativos que te prejudicam seus pontos fortes, coisas as quais você deve melhorar para que seja competitivo no mercado.

  • Por que a concorrência é escolhida?
  • O que a sua empresa precisa para ser competitiva?
  • A propriedade intelectual está desatualizada?
  • De que treinamento falta para a força de trabalho?
  • A sua localização é a ideal para o seu sucesso?

 

Oportunidades (fator externo)

As oportunidades são fatores externos em seu ambiente de negócios que provavelmente contribuirão para o seu sucesso.

  • Que mudanças no ambiente externo pode ser explorada?
  • Quais fraquezas nos concorrentes pode-se usar em proveito?
  • Que nova tecnologia pode se tornar disponível?
  • Que novos mercados podem estar se abrindo?

 

Ameaças (fatores externos)

As ameaças são fatores externos que você não tem controle. Os quais você pode considerar a possibilidade de criar planos de contingência para lidar com eles, caso ocorram.

  • O que os concorrentes podem fazer para prejudicar?
  • Que nova legislação pode prejudicar os seus interesses?
  • Que mudanças sociais podem ameaçá-la?
  • Como o ciclo econômico os afetará?

 

Como dito anteriormente, a lista acima não é restritiva, mas apenas exemplificativa. É possível transformar uma ameaça em uma oportunidade ou algo que é uma fraqueza hoje pode ser transformado em força com algum esforço, e é isso que diferencia as empresas de sucesso.

 

# COMO FAZER UMA ANÁLISE SWOT

Fazer uma analise de SWOT na prática é bem simples, basta preencher a matriz de SWOT, como esta aqui:

FORÇAS
Qual o diferencial da empresa?

O que faz com que os clientes a escolham no lugar da concorrência?

Qual a maior vantagem competitiva da empresa?

Que habilidades específicas a força de trabalho atual possui?

 

FRAQUEZAS

Por que a concorrência é escolhida?

A propriedade intelectual está desatualizada?

De que treinamento falta para a força de trabalho?

Qual é a posição financeira?

OPORTUNIDADES

Que mudanças no ambiente externo pode ser explorada?

Quais fraquezas nos concorrentes pode-se usar em proveito?

Que nova tecnologia pode se tornar disponível?

Que novos mercados podem estar se abrindo?

AMEAÇAS

O que os concorrentes podem fazer para prejudicar?

Que nova legislação pode prejudicar os seus interesses?

Que mudanças sociais podem ameaçá-la?

Como o ciclo econômico os afetará?

 

Mas como já mencionei anteriormente, para que ela seja mais completa e realista possível, é bom que tenha o apoio e a visão de diversas pessoas.

Então reúna as pessoas chave da empresa, sócios, administradores, os responsáveis por cada departamento, algumas pessoas da execução, do atendimento ao cliente, talvez ate mesmo seu contador e algum dos seus fornecedores.

E utilizando a técnica do Brainstorm, crie uma lista de ideias sobre a atual posição da sua empresa. E sempre que identificar uma Força, Fraqueza, Oportunidade ou Ameaça, coloque-a no campo devido na Matriz exemplificada acima.

 

# O QUE FAZER COM A MATRIZ DE SWOT PRONTA

Com a sua análise de SWOT pronta, este é o momento de transformá-la em uma estratégia de negócio.

Afinal de contas, esta é uma ferramenta para ajudar na tomada de decisões então uma estratégia precisa ser construída para sua empresa trabalhar pelos próximos meses.

O primeiro passo é olhar para os seus pontos fortes e descobrir como você pode usar esses pontos fortes para ter vantagens competitivas no mercado, explorando ao máximo as oportunidades. E também para combater as ameaças no seu mercado.

Utilize essa análise para criar uma lista de ações!

Com a sua lista de objetivos em mãos (lembrando que esses objetivos precisam ser reais e atingíveis) comece a estabelecer metas para sua empresa.

Analisar como as oportunidades podem te ajudar a combater as suas fraquezas internas e como minimizar as fraquezas pode evitar as ameaças que você identificou.

#SWOT CRUZADA

Finalizada a Analise de SWOT, é possível fazer a chamada SWOT cruzada, que é uma mudança na interpretação da Matriz de SWOT onde verifica-se como os dois pontos negativos influenciam a possibilidade de os positivos ocorrerem.

 

Análise SWOT

Análise SWOT

Desta imagem podemos tirar as seguintes conclusões:

  • Oportunidade + Força = Oportunidade de Crescimento (Estratégia Ofensiva)
  • Oportunidade + Fraqueza = Oportunidade de Desenvolvimento (Estratégia de Reforço)
  • Ameaças + Força = Oportunidade de Fortalecimento (Estratégia de Confronto)
  • Ameaças + Fraqueza = Oportunidade de Reposicionamento (Estratégia de Defesa)

 

#EXEMPLO PRÁTICO

Para melhor compreendermos a Análise de SWOT, vamos ver ela aplicada a um caso prático de um Escritório de Contabilidade.

João é o administrador de um pequeno Escritório de Contabilidade, e está analisando a possibilidade de abrir uma filial em uma cidade no interior.

Para tomar uma decisão inteligente e responsável, João como administrador da empresa decide usar a ferramenta da Analise de SWOT para tomar a decisão de abrir ou não a nova unidade.

Então convoca uma reunião com todos os funcionários da empresa, por ser uma empresa pequena, e começam o momento de fazer as perguntas para inspirar e identificar os pontos fortes e fracos, e oportunidades e ameaças da empresa, frente a este novo desafio. E o resultado é o seguinte:

FORÇAS
– Atendimento diferenciado e personalizado ao Cliente;

– Agilidade nas respostas as demandas dos clientes.

 

FRAQUEZAS

– Mão de obra qualificada limitada;

– Contadores desatualizados;

– Concorrentes com preço competitivo.

OPORTUNIDADES

– Governo liberar novas opções de parcelamentos de tributos para empresas;

– Comércio local crescendo e mais estabelecimentos comerciais abrindo.

AMEAÇAS

– Crise economia do país, pequenas empresas fechando;

– Grandes empresas de contabilidade online, tornando o preço extremamente competitivo.

Ao analisar a Matriz acima, e principalmente frente ao cenário interno da empresa, João decide por aguardar e não abrir a nova unidade imediatamente. Visto que prejudicaria os clientes atuais do escritório, e que sobrecarregaria os atuais colaboradores da empresa.

Diante deste cenário, João em seu planejamento estratégico, fez um calendário para o próximo ano, com uma lista de prioridades onde constava:

– novas contratações,

– investir na atualização profissional dos colaboradores,

– investir em publicidade na cidade da nova unidade,

– prospectar possíveis clientes,

– investir em tecnologia para começar a atender os clientes preferencialmente e em sua maioria de forma 100% online, tornando assim a possibilidade de diminuir custos e ser mais competitivo no mercado nacional.

 

#DICA

Se você busca aprender mais sobre a Analise SWOT, assista Gratuitamente O Curso Análise SWOT. Deixei um trecho do curso aqui para você conferir:

 

Gostou do artigo? Então não deixe de comentar ou compartilhar com os amigos nas sua redes sociais!

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.

Sobre o autor

CEFIS

A CEFIS é um serviço de atualização contábil.
De forma inovadora, a CEFIS tem levado conhecimento através da web para milhares de contabilistas. Toda semana elaboramos um novo curso atual e objetivo nas Áreas Contábil, Fiscal e Trabalhista. Os cursos são realizados pelos melhores profissionais do país e após a gravação ficam armazenados para você assistir quando e onde quiser. Saiba mais aqui: www.cefis.com.br

Deixar comentário

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.