Dicas Contábeis

Controle de Estoque na Contabilidade

peps e ueps
Escrito por CEFIS

Uma empresa pode adquirir os mesmos tipos de mercadorias em datas diferentes, pagando por elas preços variados. Assim, para determinar o custo dessas mercadorias estocadas e das mercadorias que foram vendidas, precisamos adotar algum critério. Os critérios mais conhecidos para avaliação de estoque são: Preço Específico, PEPS, UEPS e Preço Médio Ponderado

Escolhendo o método de avaliação

O método de avaliação escolhido afetará o total do lucro a ser calculado para um determinado período contábil. Considerando que vários fatores podem fazer variar o preço de aquisição dos materiais entre duas ou mais compras (inflação, custo do transporte, etc.), surge o problema de selecionar o método que se deve adotar para avaliar os estoques.

Conheça os principais métodos:

Preço Específico – Quando é possível fazer a determinação do preço especifico de cada unidade em estoque, pode-se dar baixa em cada venda, por .se valor; com isto, no estoque final, seu valor será a soma de todos os custos específicos de cada unidade ainda existente. Tal tipo de apropriação de custo, entretanto, somente é possível em alguns cesos, onde a quantidade, ou o valor, ou a própria característica da mercadoria o permite (comércio de carros usados, imóveis). Na maioria das vezes não é possível ou economicamente conveniente a identificação do custo específico de cada unidade, principalmente no caso onde existe uma movimenta grande no estoque. 

PEPS: Primeiro que Entra, Primeiro que Sai (first in, first out). No método PEPS, usa-se o custo do lote mais antigo quando da venda da mercadoria até que se esgotem as quantidades desse estoque, daí parte-se para o segundo lote mais antigo e assim sucessivamente.

UEPS: Último a Entrar, Primeiro a Sair. É um método de avaliar estoque. O custo do estoque é determinado como se as unidades mais recentes adicionadas ao estoque (últimas a entrar) fossem as primeiras unidades vendidas (saídas) (primeiro a sair). No método UEPS, o custo dos itens vendidos/saídos tende a refletir o custo dos itens mais recentemente comprados (comprados ou produzidos, e assim, os preços mais recentes).

Preço Médio Ponderado: Este método, também chamado de custo médio ou média móvel, baseia-se na aplicação dos custos médios em lugar dos custos efetivos. O método de avaliação do estoque ao custo médio é aceito pelo Fisco e usado amplamente.

No Brasil a legislação do imposto de renda permite apenas o PEPS e a Média Ponderada Móvel para fins de contabilidade de custos.

Dicas Importantes:

  • O Método aceito pela Receita Federal é o PEPS, veja que este modelo é o que apresenta o maior resultado, quanto maior o resultado mais a receita federal arrecada. 
  • O método de custo médio, em período inflacionário, sempre será um valor intermediário entre os demais métodos.
  • Quando for calculado o valor do CMV, não interessa o preço de venda e sim preço de compra (custo de aquisição).
  • Os métodos somente apresentam resultados diferentes em períodos inflacionários ou deflacionários, pois a base de cálculo é o preço de compra do produto.

Exemplo Prático:

Exemplo de controle de estoque: Uma empresa apresentou as seguintes movimentações na conta estoque de mercadoria, em determinado mês:

Dia 5: compra de 10 unidades por R$ 25,00 cada;
Dia 10: venda de 4 unidades pelo preço de R$ 35,00 cada;
Dia 15: venda de mais 5 unidades por R$ 40,00 cada;
Dia 20: compra de 5 unidades por R$30,00 cada unidade;
Dia 25: venda de 10 unidades por R$ 40,00 cada.

A seguir será exemplificado como é feito o controle do estoque, nas fichas permanentes da empresa, pelos três métodos de controle.

Utilizando o Custo Médio:


1

CMV = R$ 450,50 (90,00 + 112,50 + 248,00) Não entra o preço de venda.

Utilizando a fórmula do CVM =

CMV = EI + CO – EF = 200,00 + 400,00 – 149,50 = R$ 450,50

Vendas líquidas: 140,00 + 200,00 + 400,00 = R$ 740,00

4 x 35,00 = 140,00 5 x 40,00 = 200,00 10 x 40,00 = 400,00

RCM = Vendas – CMV = 740,00 – 450,50 = R$ 289,50

EF= R$ 149,50

Utilizando o método PEPS:

estoque UEPS

CMV = R$ 425,00 (80,00 + 100,00 + 245,00)

Utilizando a fórmula do CMV =

CMV = EI + Compra – Estoque final = 200,00 + 400,00 – 175,00 = R$ 425,00

Vendas líquidas: 140,00 + 200,00 + 400,00 = R$ 740,00

4 x 35,00 = 140,00 5 x 40,00 = 200,00 10 x 40,00 = 400,00

RCM = Vendas Líquidas – CMV = 740,00 – 425,00 = R$ 315,00

EF= R$ 175,00

 

Utilizando o método UEPS

Contabilidade Estoques

CMV = R$ 480,00 (150,00 + 125,00 + 255,00)

Utilizando a fórmula do CMV =

CMV = Estoque Inicial + Compras – Estoque Final = 200,00 + 400,00 – 120,00 = R$ 480

Vendas líquidas: 140,00 + 200,00 + 400,00 = R$ 740,00

4 x 35,00 = 140,00 5 x 40,00 = 200,00 10 x 40,00 = 400,00

RCM= Vendas líquidas – CMV = 740,00 – 480,00 = R$ 260,00

EF= R$ 120,00

TABELA COMPARATIVA

escolher metodo de contabilizar estoque

Se você quer se atualizar ou aprender sobre Estoques e a Contabilidade, você pode assistir gratuitamente este curso: Curso Prático Estoque e a Contabilidade

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.

Sobre o autor

CEFIS

A CEFIS é um serviço de atualização contábil.
De forma inovadora, a CEFIS tem levado conhecimento através da web para milhares de contabilistas. Toda semana elaboramos um novo curso atual e objetivo nas áreas: Contábil, Fiscal e Trabalhista. Os cursos são realizados pelos melhores profissionais do país e apos a gravação ficam armazenados para você assistir quando e onde quiser. Saiba mais em: www.cefis.com.br

1 comentário

Deixar comentário.

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.