Carreira Contábil

Analista Fiscal: o que faz e como se tornar um Analista Fiscal?

analista-fiscal
Escrito por CEFIS

Você sabe o que faz um Analista Fiscal?

Aqui no blog já falamos sobre o Analista Contábil, mas existem diferenças deste tipo de profissional para o que abordaremos neste post. Continue com a leitura para saber mais sobre esta profissão da área fiscal, assim como suas particularidades!

Analista Fiscal: o que faz?

Este profissional geralmente tem uma graduação em Ciências Contábeis e tende a trabalhar no Departamento Fiscal. Quem atua na área geralmente lida com muitos documentos, softwares ou sistemas de gestão, haja vista que o departamento abrange a entrega de escriturações, apuração de tributos, acompanhamento das entradas e saídas de mercadorias, dentre outros itens. 

Existem várias vagas para os Analistas Fiscais. Dentre as atividades que costumam exercer, destacam-se as seguintes:

  • Checar lançamentos fiscais;
  • Realizar a escrituração fiscal;
  • Apurar e declarar impostos diretos e indiretos;
  • Analisar balancete e demonstrações contábeis;
  • Executar rotinas contábeis, assim como as conciliações e fechamentos contábeis;
  • Dentre outras.

Vale destacar que o Analista pode atuar juntamente com outros profissionais. Além disto, as atividades a serem realizadas irá depender da empresa que o contratou e das necessidades dela no âmbito fiscal.

Também é válido salientar que, para se tornar um analista, geralmente é necessário ter atuado como assistente fiscal antes. Uma graduação ou pós na área é um diferencial do ponto de vista das empresas, assim como ter domínio ou conhecimentos específicos no âmbito fiscal.

A Universidade Estácio de Sá, por exemplo, tem uma pós-graduação voltada para Gestão Fiscal e Tributária. Confira algumas das disciplinas que fazem parte da grade curricular desta especialização:

  • Contabilidade Empresarial e Tributária;
  • Matemática financeira aplicada a Gestão Tributária;
  • Introdução ao Direito Tributário;
  • Governança Corporativa e Excelência;
  • Direito Empresarial;
  • Gestão dos tributos diretos, indiretos, simplificados e gestão das contribuições previdenciárias e trabalhistas;
  • Gestão dos tributos na formação de preços e custos;
  • Planejamento Tributário Operacional e Estratégico;
  • Auditoria Fiscal e Tributária. 

Mas afinal, o que preciso saber para atuar como Analista Fiscal?

DRE e SPED são duas de muitas siglas que este profissional irá ouvir e terá que ter conhecimento sobre. Também é importante entender sobre as rotinas contábeis,  os regimes tributários do Brasil (Lucro Presumido, Real e Simples Nacional) e as obrigações acessórias (municipais, estaduais ou federais) que são entregues no decorrer do ano. 

#Dica

Para aprimorar seus conhecimentos, você pode assistir o curso sobre Departamento Fiscal da CEFIS. Abaixo, confira um trecho dele, em que o Professor comenta sobre as vantagens de optar pelo Lucro Presumido:

Gostou desse artigo? Então comente ou compartilhe com os amigos nas redes sociais!

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.

Sobre o autor

CEFIS

A CEFIS é um serviço de atualização contábil.
De forma inovadora, a CEFIS tem levado conhecimento através da web para milhares de contabilistas. Toda semana elaboramos um novo curso atual e objetivo nas Áreas Contábil, Fiscal e Trabalhista. Os cursos são realizados pelos melhores profissionais do país e após a gravação ficam armazenados para você assistir quando e onde quiser. Saiba mais aqui: www.cefis.com.br

Deixar comentário

Gostou desse artigo?

Gostou desse artigo?

Receba os próximos por e-mail!

Prontinho ! Assinatura realizada com sucesso. Acabamos de enviar um email de confirmação para você.